Translate

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Notícias rápidas

Previsão de início das obras no Canal da Nicarágua


O início das obras de construção do Canal da Nicarágua foi confirmada para dezembro deste ano. O Grande Canal da Nicarágua ligará o litoral caribenho do país do Pacífico e através de um curso de água deverá ser de três vezes maior do que o Canal do Panamá.

A construção começará com um porto na costa do Pacífico da Nicarágua, na foz do Rio Brito. A concessionária responsável pelo projeto é a empresa chinesa HKND Group, com sede em Hong Kong.

A infra-estrutura inclui dois portos, um aeroporto, dois conjuntos de eclusas, um lago artificial, fábricas de cimento e aço, equipamentos turísticos, uma zona de livre comércio e estradas. O custo para a hidrovia de 286 quilômetros, foi estimada em cerca de US$ 40 bilhões e que deverá ser concluída em 2019.

O Canal da Nicarágua terá um projeto de 27 m de profundidade, largura de 83 m, o bloqueio de 466 m de comprimento. Ele será capaz de acomodar navios de até 400 mil toneladas.


Vale planeja cooperar no maior estaleiro de reparação naval da América do Sul


A Vale assinou um acordo para colaborar em um projeto que tem como objetivo construir o maior estaleiro de reparação naval da América do Sul. O projeto é conhecido como Brasil Basin Drydock Company (BBDC). Fundadores parceiros do projeto são a McQuilling e a Promon Engenharia.

A nova unidade será localizada em município do Lucena (PB), norte de Cabedelo, e será chamada Empresa de Docagens Pedra do Ingá (EDPI). De acordo com o gerente de projeto do BBDC, Celso P. Souza, o primeiro navio deve entrar nas instalações em cerca de três anos.

A Vale vai ajudar o progresso do projeto, através da implementação e consultoria em layout do estaleiro, equipamento e armamento. O diretor comercial de serviços da McQuilling, David Saginaw, comentou:

"A Vale destaca-se como uma entidade única para nós, bem estabelecida no Brasil, e com um alcance muito além das fronteiras do Brasil. A cooperação direta com a Vale reconhece a importância de sua perspectiva global no que diz respeito a reparar os requisitos de ambos os navios, tanto de propriedade, como de terceiros chamando nas instalações da Vale ".

O estaleiro será capaz de lidar com os gigantes navios Valemax (VLOCs). Ele contará com duas enormes docas secas e facilidade de hydrolift/transferência de um navio. O investimento na unidade foi estimada em US$ 700 milhões.

Um acordo semelhante para a cooperação já foi assinado com o Sindicato dos Armadores Brasileiros (Syndarma).

"Valorizamos muito a oportunidade que a cooperação com o Syndarma e a Vale, traz para este projeto," acrescentou Saginaw.


"K" Line encomenda navios com capacidade até 14.000 Teus


A Kawasaki Kisen Kaisha ("K" Line) anunciou uma nova encomenda de cinco navios de até 14.000 Teus . Os novos porta-contêineres serão construídos pelo estaleiro Imabari Shipbuilding Co Ltd em Miharan HS (Japão) com 365,90 m de comprimento, 51,20 m de boca e 14 m de calado. O preço dos navios porta-contêineres não foram anunciados.

O conglomerado japonês fez o pedido, seguindo a tendência do setor - com navios de maior porte para a competitividade de custos. A empresa também acredita que os novos navios irá melhorar a eficiência de seus negócios.

Os novos navios deverão ser entregues entre a primavera e o verão de 2018. Eles serão idênticos aos cinco navios irmãos encomendados anteriormente. O primeiro quinteto deverá ser entregue entre primavera para o verão do próximo ano. Estima-se que a empresa com sede em Tóquio irá investir mais de 942 milhões dólares em seus dez novos navios.

Confira abaixo a encomenda dos navios feita pela "K" Line ainda sem nomes definidos:


IMO
NOME
CONSTRUÇÃO
GROSS
DWT
TIPO
9689603
IMABARI HIROSHIMA 2535
2015
155,000
145,500
Porta-container
9689615
IMABARI HIROSHIMA 2536
2015
155,000
145,500
Porta-container
9706736
IMABARI HIROSHIMA 2531
2015
155,000
145,500
Porta-container
9706748
IMABARI HIROSHIMA 2532
2015
155,000
145,500
Porta-container
9706750
IMABARI HIROSHIMA 2533
2015
155,000
145,500
Porta-container
9757187
IMABARI HIROSHIMA
2018
155,000
145,500
Porta-container
9757204
IMABARI HIROSHIMA
2018
155,000
145,500
Porta-container
9757216
IMABARI HIROSHIMA
2018
155,000
145,500
Porta-container
9757228
IMABARI HIROSHIMA
2018
155,000
145,500
Porta-container
9757230
IMABARI HIROSHIMA
2018
155,000
145,500
Porta-container

Os novos navios irão aumentar a capacidade de transporte da "K" Line em um pouco mais de 10% e a frota de contêineres terá um pouco mais de 70 navios.


Foto: HKND Group - Reprodução
Fonte: VesselFinder
Adaptação de texto: Henrique Ferrinho